Bahia realiza 600 transplantes no primeiro semestre e total de procedimentos cresce 13%

 

05/09/2019

 

Bahia realiza 600 transplantes no primeiro semestre e total de procedimentos cresce 13%

Foto: Reprodução/Getty Images

A Bahia realizou 601 transplantes durante o primeiro semestre deste ano. O número representa um aumento de 13,39% em comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados pelo secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que ainda lembrou que o mês de setembro é de incentivo à doação de órgãos e há uma série de atividades previstas.

 

“Este aumento se deve ao incremento dos transplantes de rim e córneas, que esse ano tiveram, respectivamente, aumento de 64,7% e 15,6% no comparativo com o primeiro semestre de 2018. Ainda no primeiro semestre desse ano foram contabilizadas 78 doações de múltiplos órgãos e 317 doações de córneas”, ressaltou Vilas-Boas.

 

Durante setembro é realizada uma campanha chamada de “Setembro Verde” em função do dia 27, dedicado aos santos gêmeos, Cosme e Damião, que são considerados patronos dos transplantes e apontados como responsáveis pelo primeiro transplante realizado no mundo, o transplante de uma perna, retratado por um pintor espanhol do século XVI, em tela que se encontra exposta no Museu do Prado.

 

Para assinalar a passagem da data, a Secretaria da Saúde do Estado, por meio do Sistema Estadual de Transplante, está promovendo ações, entre elas a promoção de feiras de saúde, stands de orientação sobre a doação de órgãos e a prevenção de doenças que podem indicar um transplante, seminários para profissionais da área de saúde, Caravana da Vida, pontos de distribuição de material informativo, caminhadas em vias públicas e um passeio de bicicleta. As ações acontecerão em Salvador e diversos municípios do interior do Estado.

 

De acordo com Rita de Cássia Pedrosa, coordenadora do Sistema Estadual de Transplantes, a negativa familiar e o desconhecimento da sociedade sobre o processo de doação são alguns dos principais obstáculos para o aumento no número de transplantes. “Por não conhecerem como se dá a doação, muitas famílias negam”, disse América Carolina Brandão, coordenadora de Central Estadual de Transplantes.

 

Em 2018 foram registradas 133 doações de múltiplos órgãos e 518 doações de córneas. Foram feitos 49 transplantes de fígado, 206 de rim e 514 de córnea.

 

 

Blog Cebolinha notícias

Compartilhe nas Redes Sociais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: