BAHIA SE PREOCUPA COM AUMENTO NO NÚMERO DE CASOS DE COVİD-19.

 

Para alguns médicos e cientistas, o Brasil está vivendo uma segunda onda da Covid-19, para outros, o país nem saiu da primeira fase da doença. Independentemente da nomenclatura, o fato é que os registros de coronavírus voltaram a crescer no país e o sinal de alerta está ligado. A realização das festas de final de ano e período de férias de verão são os maiores gatilhos na proliferação de novos casos da doença.

Na Bahia, onde o número de contágio havia caído e está voltando a subir, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), no intervalo entre 22 de novembro e 22 de dezembro, foram registrados 75.361 novos casos da doença. Na comparação entre o primeiro e o último dia do período, o aumento foi de 180% com registros de 958 contra 2.688 casos, respectivamente.

Enquanto a vacina contra o coronavírus não chega ao estado, não podemos parar a vigilância. Os cuidados de prevenção já conhecidos por todos, mas que vêm sendo ignorados por muitos, são essenciais e precisam ser colocados em prática, que são: distanciamento social, uso de máscara e higienização correta das mãos.

Distanciamento social

O distanciamento social é uma das medidas mais importantes e eficazes para diminuir o avanço da pandemia da Covid-19. Cerca de 60% das pessoas que transmitem o coronavírus são assintomáticas, por isso festas, encontros sociais e aglomerações devem ser evitados neste momento. Um indivíduo infectado pode transmitir a doença para, pelo menos, três pessoas. Reduzindo o risco de exposição, diminuem-se as chances de você retornar à sua casa e contaminar familiares, por exemplo.

Máscaras

Reforçar os cuidados contra o coronavírus com uso de máscaras é indispensável para se proteger de um inimigo invisível e, muitas vezes, “imperceptível”. De acordo com a Sesab, o estado deu exemplo para o mundo com a adoção do uso de máscaras de tecido para conter o avanço do coronavírus. O apelo agora é para que a população mantenha a utilização do equipamento para controle da pandemia na região.

Vale lembrar que a máscara cirúrgica tem vida útil de 2 horas. Depois desse tempo, a umidade da transpiração é transferida para o material da máscara, comprometendo sua proteção. Já as máscaras de tecido são reutilizáveis e todas são de uso individual. Elas devem ser usadas completamente secas e por um período de até duas horas – caso fiquem úmidas antes disso, devem ser trocadas. Ao sair de casa, leve sempre uma máscara reserva e um saco plástico vazio para guardar a máscara que foi usada.

Higienização das mãos

Higienizar as mãos com água e sabão ou álcool gel é a maneira mais simples e eficaz de combater a contaminação por Covid-19. As mãos devem ser higienizadas em diversas situações do cotidiano, por exemplo: ao chegar em casa; antes e depois de manusear alimentos, seja cozinhando ou fazendo as refeições; antes e depois de ter contato com pessoas doentes; após utilizar o banheiro, mesmo em casa; sempre que manipular dinheiro; e depois de assoar o nariz.

 

 

Blog Cebolinha Notícias
Fonte/ Governo da Bahia/ G1-BAHIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *