Deputado Tito se solidariza com acadêmicos e profissionais da educação superior baiana.

As universidades têm imensa importância no desenvolvimento socioeconômico das cidades e regiões onde estão inseridas

O Governo da Bahia enfrenta uma greve de professores que completou um mês neste início de maio por ter redimensionado o orçamento das universidades estaduais.

 

Na Universidade do Estado da Bahia – Uneb, maior das quatro estaduais baianas, a queda foi de 14,4%. As restrições orçamentárias já atingem manutenção, desenvolvimento de pesquisa e atividades de extensão, afetando cerca de 60 mil estudantes, muitos destes são estudantes carentes que dependem de bolsa de estudo para garantir a sua permanência na Universidade.

 

Na manhã desta segunda-feira (13), o deputado federal Tito (Avante/BA), que tem como meta permanente a federalização e a melhoria educacional no País, declarou ampla solidariedade com os acadêmicos e trabalhadores da educação superior da Bahia, que reivindicam de modo legítimo, uma educação pública democrática de qualidade socialmente referenciada.

 

De acordo com o deputado Tito as Universidades Estaduais Baianas constituem-se não somente em espaços estratégicos de formação humana para o exercício no mundo do trabalho, mas também um patrimônio inalienável dos baianos, daí a legitimidade e importância da pauta docente ora apresentada.

 

Por essa razão, o parlamentar espera que o Governo do Estado amplie o diálogo e que encontre mecanismos para garantir os investimentos que as universidades precisam e que possa oferecer uma proposta concreta aos problemas orçamentários e de valorização da carreira docente no magistério público superior na Bahia.

 

 

 

BLOG CEBOLINHA NOTÍCIAS

FONTE:FALA BARREIRAS

Compartilhe nas Redes Sociais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: