Inicio / Destaque / FESTEJOS DE IEMANJÁ E OXUM REÚNE MULTIDÃO DE SEGUIDORES DAS ORIXÁS NO CAIS DO RIO GRANDE

FESTEJOS DE IEMANJÁ E OXUM REÚNE MULTIDÃO DE SEGUIDORES DAS ORIXÁS NO CAIS DO RIO GRANDE

Share

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018
FESTEJOS DE IEMANJÁ E OXUM REÚNE MULTIDÃO DE SEGUIDORES DAS ORIXÁS NO CAIS DO RIO GRANDE
Pela Dircom da Prefeitura de Barreiras/BA

Sexta-feira, 02 de fevereiro, Barreiras amanheceu em festa para celebrar o Dia de Iemanjá e Oxum. A alvorada reuniu centenas de devotos e simpatizantes, que caminharam pelas ruas com o estandarte até o Cais do Rio Grande.

Esse ano, os festejos de Iemanjá e Oxum aconteceram em três dias de concentração dos povos de santo e discussões sobre religiosidade. Realizado pela Associação Barreirense de Umbanda e Candomblé – ABUC e Prefeitura de Barreiras, a abertura oficial aconteceu no dia 29 no Centro Cultural Rivelino Silva de Carvalho. A presença das mães de santo, representantes das casas de umbanda e candomblé, além das bênçãos iniciais abriram os festejos às orixás das águas.

No dia 01, a mesa redonda com o tema “Nas Águas da resistência, na luta contra a intolerância” discutiu a religiosidade de matriz africana, comportamento social e os adeptos das religiões africanas na sociedade. Com a participação do pedagogo Ari Fernandes e dos doutores Zózimo Trabuco e Gildeci Leite.

Já na sexta-feira, 02, dia especial no calendário baiano, centenas de baianas, devotos e simpatizantes saíram em carreata da Tenda Espírita Encontro da Fé soltando fogos e cantando afoxé, para levar o estandarte das Rainhas das Águas até o Cais do Rio Grande.

As 16h, a Praça Landulpho Alves foi fechada para receber os devotos. Mais de 3 mil pessoas lotaram o Cais, levando flores, perfumes, pedidos e devoção. As 18h, o cortejo fluvial desceu pelo rio acompanhado pelos pescadores, e as filhas de santo vestidas de Iemanjá, Oxum, Xangô e Iansã. As imagens das orixás foram entregues as mães de santo, que saíram em cortejo terrestre acompanhadas por milhares de pessoas até a Praça São João Batista, momento que a Banda Municipal 26 de Maio executou o Hino da Umbanda.

“O cortejo é fruto de um trabalho coletivo que busca difundir as manifestações artísticas e religiosa da cultura afro-brasileira. Esse ano tivemos 3 dias de festejos, com palestras, encontros, essa festa linda que reuniu dezenas de casas, terreiros e povos de santo para caminhar juntos em celebração ao dia de Iemanjá e Oxum. Para o próximo ano estaremos trazendo mais novidades”, garantiu o presidente da ABUC, Simão Vilas Boas.

“Respeitamos a cultura, a diversidade religiosa e ficamos contentes com a capacidade de união e demonstração de fé da população. Essa comemoração, além de integrar o calendário turístico religioso da cidade, merece o nosso respeito e o nosso apoio pelo que representa na história e na cultura de Barreiras”.

Publicado pelo Editor do DRP: DIÁRIO DO RIO PRETO às 16:13

Share
Pinturas em Barreiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *